Melhores VPNs para o Oriente Médio

Quais são as melhores VPNs para o Oriente Médio? Não é nenhum segredo que o Oriente Médio aplique algumas das mais rigorosas leis de censura da Internet no mundo. Os Emirados Árabes Unidos não permitem protocolos de VoIP, como Skype e Viber, para lucrar com suas próprias operadoras nacionais. Há pouco tempo, o Irã bloqueou o Telegram para impedir a dissidência pública. E a Arábia Saudita tem quase tudo bloqueado por… bem, eles realmente precisam de um motivo? Por incrível que pareça, mesmo com a censura e restrições rigorosas da Internet, os usuários da Internet do Oriente Médio têm sido muito expressivos sobre o impacto positivo que a Internet tem em suas vidas diárias.


Melhor VPN para o Oriente Médio

Melhor VPN para o Oriente Médio

Liberdade na Internet no Oriente Médio

Seria realmente interessante ver como eles ficariam entusiasmados se tivessem acesso e liberdade ilimitados à Internet. Não, isso não é uma fantasia, mas uma realidade muito tangível que pode ser adquirida com o uso de uma VPN. Síria, Paquistão, Catar, Sudão, Omã, Egito, Bahrain e Kuwait podem fazer o que quiserem online, sem o conhecimento dos ISPs ou a interferência do governo. Para obter o anonimato online e a liberdade na Internet sem ser arrastado para problemas legais, você precisa de uma VPN confiável e confiável. Continue lendo para descobrir quais são as melhores VPNs para o Oriente Médio.

Melhores VPNs para o Oriente Médio

Realizamos vários testes para encontrar as melhores VPNs para o Oriente Médio. Aqui estão os resultados:

  1. ExpressVPN
  2. BulletVPN
  3. NordVPN
  4. IPVanish
  5. CyberGhost

Exemplos de censura na Internet no Oriente Médio

À medida que o mundo avança em direção à conectividade com a Internet, o Oriente Médio ficará para trás por não permitir a liberdade da Internet ao seu povo. Se os governos desses países não incentivarem a penetração da Internet, os cidadãos devem tomar o assunto por conta própria e fazer algo a respeito. Nos Emirados Árabes Unidos, Skype está bloqueado nas redes de dados móveis e nas redes WiFi / Lan. Telegrama usuários do Irã tiveram acesso negado a este aplicativo desde 9 de abril. Não se esqueça das decisões abruptas do Supremo Tribunal Administrativo do Egito para bloquear conteúdo como Youtube.

Por que precisa de uma VPN para o Oriente Médio?

Embora muitos usuários da Internet no Oriente Médio tenham demonstrado seu apoio ao bloqueio de conteúdo prejudicial pelas autoridades, muitos conteúdos sem racistas, inofensivos e inofensivos foram bloqueados sem motivo algum. Se você é um residente do Oriente Médio ou está em visita a negócios ou lazer, em algum momento você se perderá com as maneiras de usar a Internet um pouco mais livremente. Uma VPN concederá uma nova identidade que permitirá ignorar as restrições geográficas e fornecer uma camada de segurança para que terceiros não possam ter acesso aos seus dados. Aqui estão outras razões pelas quais você precisaria de uma VPN no Oriente Médio:

  • Desbloqueie sites e evite filtros.
  • Navegue na web anonimamente.
  • Melhora a segurança online.
  • Permite acessar uma conexão pública com segurança.
  • Permite torrent p2p.
  • Ignora as restrições geográficas em todo o mundo.
  • Oculta os endereços IP dos usuários.
  • Concede acesso remoto a arquivos.
  • Permite que os usuários compartilhem arquivos grandes com segurança.

Como usar uma VPN no Oriente Médio?

Não podemos enfatizar o suficiente a importância de ter uma VPN, especialmente no Oriente Médio. Uma rede virtual privada (VPN) é uma tecnologia usada para garantir uma conexão segura entre o dispositivo do usuário e outras redes. Oculta o endereço IP de qualquer pessoa que se conecte aos seus servidores. Uma VPN não apenas oculta seu endereço IP, como também permite que você use a Internet livremente. Todos esses sites bloqueados, acesso restrito ou limitado a fóruns e mídia de streaming, tudo isso pode desaparecer após a instalação de uma VPN. Uma VPN é composta de uma rede de servidores distribuídos em países de todo o mundo. Ou seja, você pode se conectar a qualquer servidor em qualquer país do mundo. Essa conexão substituirá o seu IP atual pelo do país para parecer que você está localizado lá. Ter um IP diferente permite que você tenha acesso a praticamente qualquer site restrito no país escolhido.

  1. Inscreva-se com um provedor de serviços VPN que oferece aos seus usuários aplicativos VPN.
  2. Baixe e instale seu aplicativo VPN no seu dispositivo.
  3. Inicie o aplicativo e entre.
  4. Selecione um dos servidores VPN e conecte-se a ele.
  5. Verifique seu endereço IP em um site como WhatIsMyIP.network para garantir que uma alteração foi feita.
  6. Você ocultou oficialmente seu endereço IP. Portanto, agora você pode evitar ISPs e terceiros.

Melhor VPN para o Oriente Médio

No Oriente Médio, a VPN se torna sua melhor amiga. É seu ingresso por censura e limitações da Internet. Mas nem toda VPN é a mesma. Os gratuitos, por exemplo, ficam o mais longe possível deles. São más notícias. Até os premium provam que nem tudo que reluz é ouro. Com base nisso, fizemos nossa pesquisa e pudemos compilar uma lista das melhores VPNs a serem usadas no Oriente Médio. Dê uma olhada:

ExpressVPN

ExpressVPN possui uma das maiores redes de servidores e locais de servidores, com mais de 130 locais em 87 países. Ou seja, os usuários da Internet no Oriente Médio podem se beneficiar de sua ampla gama de distribuição de servidores. Esse provedor de serviços seria a escolha ideal para o Oriente Médio para liderar uma política de privacidade com registro zero e dar suporte aos melhores métodos de criptografia usados ​​por muitos governos. Para aqueles que desejam proteger seus dados da vigilância e ignorar a censura sem desentendimentos com as autoridades, o ExpressVPN é o provedor que você precisa. Para ler a resenha completa, confira Este artigo.

BulletVPN

BulletVPN se esforça para oferecer aos usuários do Oriente Médio os melhores serviços para que eles tenham uma experiência on-line agradável. Eles usam protocolos de criptografia fortes, capazes de desbloquear material restrito e suspender todos os tipos de proibições. Suas conexões e servidores confiáveis ​​garantem o desvio de conteúdo censurado de todo o mundo. Além disso, esse provedor de serviços não registra nenhum histórico de navegação ou download de seus usuários. Ou seja, eles não têm nada para armazenar ou reter, pois seguem uma política estrita de registro zero. O objetivo do BulletVPN é garantir que a privacidade e a segurança de seus clientes no Oriente Médio sejam mantidas com segurança. Leia a íntegra Revisão do BulletVPN bem aqui.

NordVPN 

Esse é de longe um dos provedores de serviços mais orientados à segurança. Ele oferece não um, mas dois métodos de criptografia, o que significa que seus dados são criptografados duas vezes! Um recurso que certamente tranquilizará aqueles que se conectam do Oriente Médio. Com uma política de privacidade de zero logs, um interruptor de interrupção e tipos de servidores especializados qualificam o NordVPN como uma ótima opção para quem busca níveis mais altos de segurança. Para obter mais informações sobre esse provedor de serviços, leia Este artigo.

VPNs para o Oriente Médio

Sem filmes ou vídeos perdidos, sem mais mensagens de erro e, certamente, sem mais desculpas para “Não consigo ligar”. Nem todos temos as mesmas prioridades. Mas apreciaríamos os métodos de comunicação on-line menos decentes para manter nossas conexões com nossos entes queridos. Ou poder ver essas pessoas sempre que quisermos ou o luxo de transmitir um filme que estamos ansiosos para ver sem receber um “este conteúdo não está disponível em sua área”. Com isso dito, todos podemos concordar com a indispensabilidade de uma VPN no Oriente Médio. Caso contrário, nenhuma dessas opções seria opções, para começar.

Kim Martin Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map